Casos de meningite do tipo B preocupam vereadores da cidade de Maringá


Os dois casos de meningite registrados em Maringá e outros suspeitos são considerados pelo médico e vereador Dr. Jamal (PSL) um surto. “Estatísticas da Organização Mundial da Saúde (OMS) justificam essa classificação e exigem uma providência urgente das autoridades municipais. A Câmara pode e deve cobrar isso da prefeitura porque a meningite B é fulminante e a imunização é indispensável, principalmente em pessoas com imunidade baixa”, explicou o vereador.

Além de Jamal, os vereadores Alex Chaves (PHS), Flávio Mantovani (PPS) e William Gentil (PTB) estão solicitando ao Executivo, por meio de requerimentos, informações sobre o atendimento aos casos suspeitos de meningite B e C, registrados nos últimos dias, e as providências tomadas. O motivo da preocupação é a morte de uma adolescente em Campo Mourão e o alto custo da vacina na rede privada, que pode chegar a R$ 600 a dose.

Mantovani pergunta se existe a possibilidade da prefeitura disponibilizar a imunização contra a meningite B – que é a mais agressiva – nos postos de saúde. “Temos acompanhado ao longo dos dias diversas notícias relacionadas à meningite, em alguns casos infelizmente crianças acabaram não resistindo”, disse ele em sua rede social.

Chaves compartilha o pedido de Mantovani e acrescenta em seu perfil no Facebook a disponibilidade da vacina contra a meningite C nos postos de saúde. Gentil questiona ainda se o Executivo está realizando o levantamento das condições de saúde das pessoas que tiveram contato com os pacientes infectados, incluindo os servidores das UBSs.

‹‹ Postagem mais recente Postagem mais antiga ››