Buscar
  • Oséias Miranda

Hortas comunitárias da Prefeitura de Maringá beneficiam mais de 1,2 mil famílias



A Prefeitura de Maringá tem ações para impulsionar o trabalho de pequenos produtores rurais. Como é o caso das hortas comunitárias, da Secretaria de Trabalho, Renda e Agricultura Familiar (Setrab). São 39 hortas em diferentes regiões da cidade que beneficiam 1.225 famílias, que produzem 700 toneladas de alimentos anualmente. Parte da produção é para consumo próprio e parte é vendida para complementar a renda familiar.

O projeto é uma iniciativa da Prefeitura de Maringá e as hortas são coordenadas pelos moradores, seja pelas associações de bairros ou por grupos formados pelos produtores. “Além do apoio, a gestão municipal também investiu na infraestrutura das hortas comunitárias, como a instalação de banheiros, reformas e calçamento”, explica o secretário de Trabalho, Francisco Favoto.

A Prefeitura fornece novas áreas e instala alambrado, faz poço artesiano, fornece mudas e composto orgânico, além de assistência técnica e vistorias constantes para verificar como está o trabalho. São produzidos verduras, legumes e temperos. Os produtos costumam ser mais baratos que no comércio em geral, como o alface por R$ 1,50, em média.

Os terrenos das hortas variam entre 700 m² e 11 mil m². A gestão Ulisses Maia abriu cinco novas hortas e reformou outras dez. Neste ano, será inaugurada mais uma: a horta do Jardim Andreia.

Moradores interessados em participar do projeto devem procurar a horta de seu bairro e verificar a disponibilidade. Pessoas em situação de vulnerabilidade têm prioridade. Caso não haja vaga, o morador fica em uma lista de espera. As hortas são abertas para o público entre 7h e 11 e entre 17h e 19h.

“Também estamos programando visitas técnicas para produtores rurais orgânicos certificados, com o objetivo de melhorar o embasamento dos produtores nas hortas”, cita a diretora de Agricultura e Pecuária da Setrab, Sami Messias, sobre uma parceria da gestão municipal com a Universidade Estadual de Maringá (UEM) e o Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR).

Novidade - Outra ação da gestão municipal para impulsionar os pequenos produtos é o ′Empório da Agricultura Familiar′, no Jardim Ipanema, que deverá ser inaugurado em agosto de 2023. O espaço será para comercialização dos produtos dos pequenos produtores e ajudará na renda dos participantes.

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Banner---970-x-100-px.jpg