top of page
Buscar
  • Oséias Miranda

Procon registra variação de até 23,81% no preço do combustível e notifica 65 postos sobre reajuste



O Procon de Maringá vai notificar 65 postos de combustíveis da cidade sobre reajustes de preços praticados. Durante vistoria nesta terça-feira, 3, o órgão de defesa do consumidor identificou aumento em relação aos preços da pesquisa realizada em 18 de dezembro. A alteração ocorre sem que haja um anúncio oficial de aumento pelo Governo Federal.

O coordenador do Procon, Flávio Mantovani, explica que os estabelecimentos deverão apresentar as notas fiscais de entrada dos produtos, o Livro de Movimentação de Combustíveis (LMC) e uma justificativa para o aumento que foi constatado. “Os estabelecimentos serão notificados a partir desta quarta-feira, 4, e devem apresentar as justificativas. O atendimento da notificação deve ser feito em cinco dias. Se a irregularidade for comprovada, os postos serão autuados”, diz.

Nesta terça-feira, foram consultados os cinco tipos de combustíveis de 76 estabelecimentos da cidade. O etanol apresentou variação de 23,81% entre os postos pesquisados, a maior entre os combustíveis, sendo o litro mais barato R$ 3,99 e o mais caro R$ 4,94.


A gasolina aditivada teve diferença de 22,44%, com preços entre R$ 5,08 e R$ 6,22, e a gasolina comum de 19,04%, sendo o menor preço R$ 4,99 e o maior R$ 5,94.

Também foi identificada variação de 17,57% no Diesel S500, com preços entre R$ 5,69 e R$ 6,69. Já o Diesel S10 teve diferença de 16,50%, com preços entre R$ 6 e 6,99.

Os preços na pesquisa são os registrados nas bombas de combustíveis para pagamento à vista, sem considerar descontos, promoções ou programas de fidelidade. As vistorias são realizadas periodicamente, sem aviso prévio e em postos de bandeiras e regiões diferentes.

bottom of page